top of page
Buscar
  • Foto do escritorCecilia Gomes

A Gestão Financeira da sua empresa está alinhada com as questões ESG?


ESG e Gestão Financeira - título da imagem sobre fundo verde

Embora não seja um conceito novo, é sempre bom deixar claro do que estamos falando quando abordamos o ESG, ou seja, os aspectos Ambiental, Social e de Governança relativos à gestão da empresa e como eles impactam suas práticas, a tomada de decisão e a geração de valor no longo prazo.


E como a gestão financeira se conecta com o ESG? Veja abaixo alguns exemplos:

  • Prazo de pagamento de fornecedores: Algumas empresas, em especial as grandes, costumam impor prazos de pagamentos que chegam a 60 / 90 / 120 dias. Já pensou no quanto uma empresa precisa ter de reserva de caixa para conseguir cobrir seus custos e despesas durante todo esse tempo, trabalhando sem receber nada? Uma empresa que baseia a gestão do seu de fluxo de caixa em um período tão longo de desembolso está gerando um grande impacto negativo sobre a sua cadeia de fornecedores no que diz respeito à capacidade deles de sobreviverem, honrarem seus compromissos e ainda de investir em práticas mais sustentáveis.

  • O lado não financeiro dos relatórios financeiros: Relatar os números do seu negócio não é mais suficiente para atrair investidores e financiadores. O mercado quer saber dos seus resultados financeiros, mas também de suas práticas e o quanto elas podem estar gerando de impacto na sociedade, no planeta... e colocando em risco a sustentabilidade do seu negócio. O caso Americanas, ainda fresco na memória de todos, é um belo exemplo de relatórios que apresentavam resultados lindos, mas falsos, e que jogaram a governança na lama.

  • Avaliação de riscos: Não existe ESG desconectado da avaliação de riscos. O quanto as mudanças climáticas representam um risco para a sua cadeia de fornecedores ou mesmo para a capacidade dos seus clientes de continuarem comprando seus produtos ou serviços? Qual seria o custo da adoção de práticas erradas na gestão de pessoas ou do uso de insumos que façam mal à saúde de colaboradores? Tem certeza de que o retorno financeiro vai valer a pena? Como isso tudo refletiria na reputação do negócio?

  • Custo de Capital e Investimento: Empresas que adotam práticas ESG eficazes podem ser vistas como menos arriscadas pelos investidores e, portanto, podem ter acesso a capital mais barato. Investidores e instituições financeiras também estão cada vez mais interessados em investimentos responsáveis, considerando as implicações ESG. Além disso, sustentabilidade pode gerar no longo prazo economia de custo e novas oportunidades de negócio.


Esses são apenas alguns exemplos de questões relacionadas à gestão financeira e os aspectos ESG e como esses dois se relacionam.


Como eu costumo dizer, tudo que acontece no financeiro é apenas um retrato das decisões que foram tomas em outras salas e outros ambientes da empresa.


Ao conectar a gestão financeira e o ESG, consolida-se uma abordagem 360º que visa otimizar o desempenho financeiro da empresa enquanto atende aos princípios de sustentabilidade e responsabilidade corporativa.


Quer saber mais sobre como conectar a gestão financeira do seu negócio ao ESG e às melhores práticas de sustentabilidade? Entre em contato clicando aqui.


Comments


bottom of page