Buscar
  • Cecilia Gomes

Você é o seu negócio!


Empreender no dicionário está definido como:

Ou seja, todos nós somos, e SOMOS, de alguma maneira, empreendedores.

Não faz diferença se você É um negócio ou se TEM um negócio. Se, no fim do dia, seu trabalho vai gerar receita e pagar contas, você é um empreendedor e irá enfrentar todos os desafios relacionados ao dia-a-dia de um negócio.


Empreender, no sentido de não estar “empregado”, tem que fazer parte de você, tem que estar alinhado com o que você acredita, com o que quer construir como pessoa, como profissional... Especialmente em um negócio que está começando, empreendedor e negócio precisam estar em total sintonia.


Assim, para ajudar meus clientes, especialmente os que estão pensando em SER o negócio, gosto de usar a estrutura do Business Model You, uma versão do Business Model Canvas para pessoas.


Além de achar que esta estrutura responde a muitas perguntas importantes, gosto da ideia de já ficar dentro da estrutura do BMC que será muito útil depois, quando formos trabalhar o negócio propriamente dito.


Veja abaixo, de maneira resumida, o que considerar ao preencher cada quadro:


1. Quem é você? O que você possui?

Aqui, é importante considerar Interesses, Talentos, Habilidades, Personalidade, Ativos intangíveis (Conhecimentos, Contatos profissionais, Experiência, Reputação) e tangíveis (carro, computador, equipamentos, instrumentos...).


2. O que você faz?

Qual será sua atividade principal como profissional, o que você vai fazer para seus clientes.


3. Quem você ajuda?

Quem são seus clientes? Atenção, pois cliente é quem paga e não quem usufrui do seu produto / serviço.

Se seu modelo de negócio incluir produtos freemium, o cliente que não paga está sendo subsidiado por um cliente que paga, mas é o seu cliente. Já se você oferece produtos para cachorro, seu cliente é o dono do cachorro e não o próprio cachorro.

Importante, para cada grupo de clientes diferente, você deve revisar os demais blocos do Business Model You, já que nem sempre são os mesmos.


4. Como você os ajuda?

É o quadrado mais importante a ser preenchido! Qual o valor que você entrega? O que faz com que seu cliente queira pagar por seu serviço? Quais os benefícios que eles ganham como resultado do seu trabalho?

Pense no que você faz não como um ato físico, mas no problema que ele resolve. Aqui temos a base para seu modelo de negócio e para a sua venda.


5. Como chegam até você e o que você entrega?

Quais são os canais de relacionamento com seus clientes? Como você se comunica com eles e entrega os serviços / produtos? Como eles descobrem que você existe e resolvem contratá-lo?

Aqui é importante pensar onde seus clientes estão, o que eles leem, assistem vídeos online, que mídias sociais acompanham... Você vai querer estar onde eles estão, caso contrário não conseguir.


6. Como vocês interagem?

Seus serviços são entregues? Você presta serviço remotamente ou você precisa ir até onde eles estão para um encontro presencial? Seus produtos são baixados diretamente do seu site ou você precisa enviá-los via correio.


7. Quem te ajuda?

Quais são seus parceiros-chave, que apoiam o seu trabalho e são importantes para o seu sucesso? Se você é consultor, os parceiros podem ser consultores que atuam em outras áreas e com quem você faz parcerias.


8. O que você ganha?

Pense além do retorno financeiro. Muitas vezes, um cliente pode trazer outros benefícios como visibilidade, autoridade, outros clientes.


9. O que você dá?

Importante considerar tudo que você gasta para entregar valor para o seu cliente, como custos de comunicação, transporte, ferramentas, vestuário, telefone, instalações...

O trabalho não termina quando você conclui o preenchimento. É importante que você analise suas respostas e pense nos seus pontos fortes e fracos e como eles impactam seu modelo de negócio. Sua proposta de valor está alinhada com seus valores pessoais? Seus canais de comunicação são de fácil acesso? Você tem como acessar seus clientes?


É importante que você analise suas respostas e pense nos seus pontos fortes e fracos e como eles impactam seu modelo de negócio.


Mas nem tudo está perdido. Seu produto / serviço tem como foco um público que fala um idioma que você não domina? Veja como fazer para resolver essa deficiência. Você pode buscar aperfeiçoamento, pode buscar parcerias e fazer parte de uma cadeia em que um produz e outro entrega, pode reconsiderar o cliente...


Entendeu?


Este é, sem dúvida, um grande desafio, mas sem planejamento dificilmente você terá o sucesso que merece.


Quer ajuda? Entre em contato e veja como posso ajudar você e seu negócio a prosperar.

3 visualizações
  • Preto Ícone YouTube
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Instagram
  • Black LinkedIn Icon