Buscar
  • Cecilia Gomes

Como monetizam os diferentes Modelos de Negócio?



No meu último artigo aqui no blog, falei sobre alguns modelos de recebimento, em especial o pagamento recorrente.


Como Gestão Financeira é muito mais do que cortar custos e pagar impostos, vou falar novamente sobre receitas, desta vez focando nas possibilidades de monetização de cada Modelo de Negócio.


Vamos lá!

PRODUÇÃO - Negócio com base na fabricação de produtos ou serviços. A principal fonte de renda com a venda do que é produzido. Mas considere: Se o seu negócio é B2B, conseguiria incluir venda B2C? E se for ao contrário? Quanto precisaria fazer de esforço para essa venda adicional? Valeria a pena? Seria possível fazer parcerias com fornecedores e/ou clientes e abrir novas frentes?

E-COMMERCE - Além de vender produção própria, pode ganhar também com comissão sobre vendas de produtos de terceiros, receita com publicidade e até assinatura para acesso ao canal.

MARKET PLACE - Ganha com taxa de transação sobre vendas de produtos de terceiros, pode ter receita com publicidade e até assinatura para acesso ao canal. Funcionando como um grande e-commerce de terceiros, considere outros serviços que você poderia oferecer. Sempre vai depender do tipo de cliente que você atende e do valor que você entrega.

AUDIÊNCIA - Negócios que dependem da atenção do consumidor, como plataformas de conteúdo. Monetizam com planos de acesso, publicidade e comissionamento de parceiros. Lembre-se que tem muito conteúdo espalhado por ai. Você vai precisar ter uma entrega de valor bem grande para que o consumidor pague para acessar o seu canal. Não é impossível, mas pode levar tempo. Você pode esperar?

APP - Monetização baseada em venda de APP, assinatura, compras dentro do APP e publicidade. Muito comum usar o modelo Freemium, com um APP com poucas funcionalidades gratuitas e versões mais robustas pagas, ofertas pagas dentro do APP de serviços adicionais...

SAAS - Sigla para Software as a Service, ou Software como Serviço. Modelo em que o usuário não paga mais para comprar o software mas paga um valor mensal para usá-lo. O acesso é cortado quando o usuário deixa de pagar. Este modelo pode monetizar com taxa de "instalação" (mais comum em modelos B2B de softwares mais robustos e que precisam de customização pesada), vendas adicionais de características ou serviços.

Importante lembrar que as diferentes formas de monetizar precisam estar de acordo o tipo de cliente que o seu negócio atende e o valor que ele entrega. Observe que a lista acima não é exaustiva. O que funciona para um negócio pode não funcionar para outro.


Mas como saber se formas de monetização não tradicionais funcionariam com o seu negócio? Considere as possibilidades e faça um teste com alguns clientes. Converse com eles. São seus melhores parceiros nessa hora.


Fez sentido? Caso você tenha entendido que seu negócio poderia desenvolver novas formas de monetizar, mas acha que precisa de ajuda, fale comigo. Basta clicar aqui.


8 visualizações
  • Preto Ícone YouTube
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Instagram
  • Black LinkedIn Icon